domingo, 21 de dezembro de 2014

Os comentadores da direita, além de manterem o monopólio do horário nobre, utilizam a sua presença para se defenderem e dar uma ajuda aos amigos.
Felizmente que o controle remoto funciona e o zapping foi uma grande invenção
Depois de termos ouvido os vários intervenientes, ficamos sem saber para onde foram os 3.000.000.000€.
É muita massa, são nove zeros. Peguem numa calculadora, façam as vossas contas e respondam para que daria tanto dinheiro:

- Para quantos subsídios de desemprego ?
- Para quanto abonos de família ?
- Para quantos RSI ?
- Para quantos cortes das pensões ?
- Para quantos cortes nos vencimentos da função pública?

E já agora, para quantas latas de caviar Beluga e quantas garrafas de Moet & Chandon Dom Perignon


domingo, 14 de dezembro de 2014

"Se Costa ganhar as eleições com um processo Sócrates às costas é um génio”
VENDE-SE


País, em bom estado, com 871 anos de idade e mais de 92.000km2 de superfície.
Uma zona económica exclusiva, no Oceano Atlântico, que em breve passará a ser de 3.877.408km2.
Uma excelente rede de estradas e duas grandes pontes que propiciam um elevado rendimento em portagens
Bons portos de mar e extensas praias
Um sol magnífico e gratuito que não poderá ser vendido posteriormente
Políticos subservientes e cooperantes (under a small fee)
Comunicação Social facilmente manipulável
Política de baixos salários
Elevada tolerância ao desemprego e à fome
Excelentes estações e outros edifícios públicos para os sem-abrigo
Um povo amável e pachola, que fala muito mas é inconsequente 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Tão amigos que eles diziam ser.

O Cherne, enquanto esteve nos EU, recebia um pagamento por serviços de consultoria.
O Cavaco recebeu um balúrdio como donativo para a sua campanha eleitoral
Ricardo Salgado afirmou – ele lá saberá porquê – que os submarinos não deram lugar a pagamentos a políticos. Será que vai manter esta posição?
Outros terão, eventualmente, recebido o seu “mensalão”, mas estão calados.

O Governador do Banco de Portugal veio dizer-nos que o BES estava bem, para pouco tempo depois mudar de opinião.
Também o PR e o PM “descansaram” os portugueses dizendo que não se passava nada com o banco para, pouco depois, meterem a viola no saco.

Na comissão de inquérito, o inenarrável deputado Abreu Amorim começou por atacar violentamente o Carlos Costa para depois, após ordem do Passos Coelho, ter passado a desviar as atenções para o Ricardo Salgado


Será que, alguma vez, chegaremos a saber o que, realmente, se passou ???
A Comissão de Trabalhadores da TAP decidiu hoje solicitar, «com carácter de urgência», uma reunião ao Presidente da República para apelar à não promulgação do decreto-lei sobre a privatização da companhia aérea.
Sempre atento, o Silva está a estudar exaustivamente o dossier da transportadora aérea nacional.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O "amigo" dos bivalves

Vigilância selectiva

As instâncias internacionais já disseram que não acreditam neste orçamento e que vão ser necessárias mais medidas de austeridade, mas ela diz que acredita.
Algures, durante 2015, vai aparecer mais um orçamento rectificativo mas a culpa, como habitualmente, não será do governo.

Semelhança extraordinária

Quociente de Inteligência
Inteligência Emocional
Inteligências Múltiplas

Até aqui existia uma acesa polémica no que se refere à avaliação da inteligência das pessoas, mas essa discussão, finalmente, acabou.

Os meus amigos “facebookianos” descobriram uma nova teoria baseada nos seguintes pressupostos:

Quem concorda connosco é inteligente, quem não concorda é estúpido
Quem gosta do nosso partido é inteligente, quem não gosta é burro
Quem gosta do nosso clube é inteligente, quem não gosta é uma besta


Andaram esses académicos da treta a gastar neurónios durante tantos anos e afinal era tão fácil.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014


MARCELO SUCESSOR DO DIÁCONO REMÉDIOS

No seu habitual comentário dominical na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa revelou que recebeu um mail de uma jovem de 16 anos que esteve na Assembleia da Republica.
A jovem não gostou de ver os deputados, durante a discussão do orçamento, a ver nos computadores, entre outras coisas, “jovens avantajadas” durante o debate parlamentar.
Parece que, posteriormente, alguém veio demonstrar que a referida jovem não tinha estado na assembleia, mas isso já não interessa nada.
Um juiz que é tão presunçoso, tão presunçoso que não partilha a presunção com ninguém, nem sequer a presunção de inocência
As grandes manchetes do Correio da Manhã