domingo, 19 de novembro de 2017

"O CDS-PP quer evitar “injustiças” no descongelamento de carreiras na função Pública por etapas previstas no Orçamento do Estado para 2018. Para o efeito, o partido liderado por Assunção Cristas entregou uma proposta de alteração ao OE/18 onde pretende que o artigo das valorizações remuneratórias inclua que da aplicação desta medida “não pode resultar qualquer injustiça relativa entre carreiras e estatutos remuneratórios dos trabalhadores da Administração Pública”."
A Cristas que durante 4 anos fez parte de um governo que tratou a Administração Pública abaixo de cão, vem agora reclamar contra as injustiças.
Percebe-se a ideia. À boleia das reivindicações, ela quer acelerar a abertura da caixa de pandora, tornar o orçamento inviável e provocar a queda do governo.
 

Sem comentários :

Publicar um comentário

Os seus comentários serão apreciados.