sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Finalmente, chegou o tal "banho de ética" que o Rio queria.
O que se safar, com menos ossos partidos, será o candidato a primeiro-ministro nas próximas legislativas. Portugal merece.

Sem comentários :

Publicar um comentário

Os seus comentários serão apreciados.